*"Iemanjá"*

Iemanjá, Yemanjá, Yemaya, Iemoja, ou Yemoja é um orixá africano, cujo nome deriva da expressão iorubá Yèyé omo ejá (Mãe cujos filhos são peixes).

Brasil
No Brasil, Iemanjá é um orixá dos mais populares e reverenciados do Candomblé, Batuque, Xambá, Xangô do Nordeste e Umbanda e mesmo por fiéis de outras religiões.
Uma das maiores comemorações em honra à Iemanjá ocorre no último dia do ano em várias praias do litoral brasileiro. Antes e após a queima de fogos da passagem do ano, os devotos fazem oferendas à Rainha do Mar, um dos títulos pelos quais Iemanjá é saudada. Eles a presenteiam com flores, perfumes, velas e mimos de todos os tipos, tanto na areia da praia, quanto nas ondas do mar.
A tradicional Festa de Iemanjá no município de Salvador, capital da Bahia, tem lugar na praia do Rio Vermelho todo dia 2 de Fevereiro. Na mesma data, Iemanjá também é cultuada em diversas outras praias brasileiras, onde lhe são ofertadas velas e flores, lançadas ao mar em pequenos barcos artesanais.
No dia 8 de dezembro, outra festa é realizada à beira mar baiana, a Festa de Nossa Senhora da Conceição da Praia. Esse dia, 8 de Dezembro, é dedicado à padroeira da Bahia, Nossa Senhora da Conceição da Praia, sendo feriado municipal em Salvador. A festa católica acontece na Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia, na Cidade Baixa, enquanto os terreiros de Candomblé e Umbanda fazem divisões cercadas com cordas, fitas e flores nas praias, delimitando espaço para as casas de santo que realizarão seus trabalhos na areia.
No Brasil, Iemanjá representa a mãe que protege os filhos a qualquer custo, a mãe de vários filhos, ou vários peixes, que adora cuidar de crianças. Na Umbanda, ela também recebe o título de Senhora da Coroa Estrelada.

Pontos Cantados
Os pontos cantados aqui reproduzidos são de domínio público, pertencendo à tradição oral que acompanha as religiões afro-brasileiras.


E mikaiá, e mikaiá
Selumbanda selomia
Demama ê o mikaiá
Selumbanda, selomina demama ê
O mikaiá ê
Kevê kevê o mikaiá
Kevê kevê o mikaiá
Mama imbanda, segurimgoma
Keuame, kaiá.
Ê Dandalunda kaimbanda kokê
Ê Dandalunda kaimbanda koke á
Oh Iemanjá, senhora lá do aiê
Oh Iemanjá, venha nos ajudar, oh Iemanjá
Oh minha Mãe Iemanjá, com a sua luz divina
Venha nos ajudar, oh Iemanjá, oh Iemanjá
Rainha das águas sereia do mar, rainha das águas sereia do mar
Oh Iemanjá, oh Iemanjá
Iemanjá, ah doce Iabá, Iemanjá hoje é seu dia que beleza
Salve a sereia do mar
Lá vou eu prá beira do mar
Levar flores prá Mãe Iemanjá
É a minha oferenda a rainha suprema do mar
Venha comigo irmão, vamos à beira do mar
É oito de dezembro, hoje é dia de Mãe Iemanjá
Venha comigo irmão, vamos à beira do mar
É oito de dezembro, vamos todos Saravá
Fiz um pedido à mãe Sereia, Mãe Iemanjá
para nunca mais errar
Foi na areia, foi na areia
A lua lá no céu
Iluminou nosso lindo mar
A lua lá no céu
Iluminou nosso lindo mar
Sereia, Sereia do Mar
Oi Sereia, Sereia do Mar
Eu vou à Praia-Grande
Eu vou, eu vou
Levar buquê de rosas pra Iemanjá
Vou riscar ponto na areia, vou pedir a Mãe Sereia
Dona das ondas do mar
Que me cubra com seu manto, com a luz do seu encanto,
mil estrelas a brilhar
Eu fui à praia
Saudar Iemanjá
E vi mãe sereia no fundo do mar
Linda aruê
Linda aruá
Rainha das ondas, sereia do mar
Linda aruê
Linda aruá
Rainha das ondas mamãe Iemanjá
Iemanjá rainha das ondas sereia do mar
Iemanjá só canta bonito quando tem luar
Iê, Iemanjá
Iê, Iemanjá
Rainha das ondas sereia do mar
Rainha das ondas sereia do mar
Mas como é lindo o canto de Iemanjá
Faz até um pescador chorar
Quem escuta mãe d’água cantar
Vai com ela pro fundo do mar
Vai com ela pro fundo do mar
Mãe d'água é linda ela linda
Mãe d'água tem capital
Mãe d'água paga a dinheiro
Pra ver nós dois trabalhar
Saia do mar linda sereia
Saia do mar venha brincar na areia
Saia do mar sereia bela
Saia do mar venha brincar com ela
Eu vou levar, vou levar flores pro mar
Eu vou levar
Uma promessa eu fiz
Para deus me ajudar
Meu pedido atendeu
Eu prometi vou pagar
Jogaram uma carga pesada pra cima de mim
Mas eu sou filho de Iemanjá
Não caio assim
Me olharam com os olhos atravessados
Pagaram promessas para atrasar meu lado
Iemanjá rainha do mar
Só ela quem pode me ajudar
Eu tenho minha cabeça feita
Não a mandinga que possa me derrubar
Saravá Oxalá
Não a mandinga que possa me derrubar
Saravá Iemanjá
Hoje é dia de grande Senhora
Da nossa mãe Iemanjá
Calunga ê, ê, ê, calunga á, á, á
Brilham as estrelas no céu
Brilham os peixinhos do mar
Calunga ê, ê, ê, calunga á, á, á
Eu vi um peixe na beira da água
solte os cabelos Janaína e cai na água
Mamãe sereia veio de minas,
está em terra a cabocla Janaína.
O mar estava tão sereno noite de estrelas e luar.
Rosas brancas flutuando,
suave perfume chegando com a brisa que vinha do mar.
E radiante com seu diadema a brilhar.
Iemanjá sorrindo, entoava um canto lindo, caminhado sobre o mar.
O o o o odocia pra nossa mãe sereia , sereia do mar.
Deusa de tanta beleza, mãe do toda natureza, mãe de grandes orixás.
Os orixás têm Ogum, divindade e rei da guerra tem o Senhor Oxóssi,
rei da mata e caçador e do Sr Exu, ele que é dono da terra e grande
trabalhador.
A água do mar rolou,
a água do mar rolou,
a água do mar rolou,
a água do mar rolou!
Saravá a rainha do mar,
saravá nossa mãe iemanjá.
Saravá a rainha do mar,
saravá nossa mãe Iemanjá,
mamãe Iemanjá.
Eu fui a praia saudar Iemanjá,
e vi mãe sereia no fundo mar. (bis)
Linda arue, linda arua,
rainha das ondas sereia do mar. (bis)
Iemanjá Sobá, samba mirere. (bis)
Samba mirere, oi mamãe,
Samba mirere.
Retira a jangada do mar,
mãe d'água mandou avisar
que hoje não pode pescar.
Pois hoje tem festa no mar.
E e e e e Iemanjá,
ela é, ela é a rainha do mar. (bis)
Traz pente , traz espelho,
o o o , pra ela se enfeitar o o o .
Traz flores traz perfume,
que vem da cor do mar.
Iemanjá é uma Deusa,
é uma Rainha,
mas ela é dona das águas do mar
Odoiá, oh doce Iabá
Doce mãe, me ajude a trabalhar
Mãe sereia,
Mãe sereia
me ajude a trabalhar
Quando eu vim passei na areia
Quando vou passo no mar.
Oi Mikaiá, oi Mikaiá, zelombamda, zelombimda de mamãe,
oi Mikaiá, zelombô
Zelomina de Mamãe iê oi Mikaiá ê
Kevê Kevê Kaiá, Kevê Kevê Kaiá
Ô Mamãe de Aruanda segura engoma Kevê Kevê Kaiá

Cuba
Em Cuba, Yemayá também possui as cores azul e branca, é uma rainha do mar negra, assume o nome cristão de La Virgen de la Regla e faz parte da Santeria como santa padroeira dos portos de Havana.



Fonte:http://www.arikah.net/enciclopedia-portuguese/

(*)

Buried at Photocasket.com

8 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

Eu gostei, muito bem.

ANTONIO DELGADO disse...

As mitologias são sempre muito bonitas e a a musica é misteriosa

Beijo
António

O Profeta disse...

Que grande conjunto de ensinamentos...


Doce beijo

O Profeta disse...

Que grande conjunto de ensinamentos...


Doce beijo

Å®t Øf £övë disse...

lemanjá sempre foi para mim um verdadeiro fascínio, e sobre a qual nunca entendi bem a que se deve tanta devoção.
Bjs.

Pearl disse...

Surpreendente...
Nunca tinha pensado muito no assunto, mas é de facto muito interessante!

conhecimento disse...

Não posso ficar indiferente, mas só te posso dar um grande beijinho no teu maravilhoso coração, desculpa!

Ana Mar disse...

Amei é liiinnnnnnnnddddoooo!
Hoje estava passando um mau bocado e me lembrei de Iemanjá. Confesso que conheço pouco mas vou-me aplicar no estudo da sua história/lenda(?).

Mas o motivo do meu comentário é também pedir que me ceda a imagem que surge logo de inicio "E eu fui...Eu Sou..." e a música...se puder ser (é só para mim). Sou paraplégica há um ano...e não sei explicar. Quando encontrei este blog MEXEU muito comigo.
Acaso queira estabelecer contacto comigo: me deixe uma mensagem em http://jo-calheiroscruz.hi5.com lá nas fotos poderá confirmar que lhe falo verdade
MUITO OBRIGADA, minha crise passou e meu coração encontrou PAZ!
Já agora meu nome é Joana, tenho 34 anos, sou portuguesa, moro na cidade do Porto e meu e-mail é jcalheiroscruz@hotmail.com... Terei muito gosto em receber uma palavra sua!!!