*A RAPOSA E O PRÍNCIPE*

E foi então que apareceu a raposa:
__Bom dia,disse a raposa.
__Bom dia,respondeu polidamente o principezinho,que se voltou,mas não viu nada.
Eu estou aqui,disse a voz,debaixo da macieira...
__Quem és tu?perguntou o principezinho.Tu és bem bonita...
__Sou uma raposa,disse a raposa.
__Vem brincar comigo,propôs o principezinho.Estou tão triste...
__Eu não posso brincar contigo,disse a raposa.Não me cativaram ainda.
__Ah!desculpa,disse o principezinho.Após uma reflexã
o,acrescentou:
__Que quer dizer "cativar"?
__Tu não és daqui,disse a raposa.Que procuras?
__Procuro os homens,disse o principezinho.Que quer dizer "cativar"?
__Os homens,disse a raposa,têm fuzis e caçam.É bemincômodo!Criam galinhas também.
É a única coisa interessante que eles fazem.Tu procuras galinhas?
__Não,disse o principezinho.Eu procuro amigos.Que quer dizer "cativar"?
__É uma coisa muito esquecida,disse a raposa.Significa "criar laços...".
__Criar laços?
__Exatamente,disse a raposa.Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual
a cem mil outros garotos.E eu não tenho necessidade de ti.E tu não tens necessidade de mim.
Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas.
Mas se tu me cativas,nós teremos necessidade um do outro.Serás para mim único no mundo.
E eu serei para ti única no mundo...
__Começo a compreender,disse o principezinho...Existe uma flor...eu creio que ela me cativou...
__É possível,disse a raposa.Vê-se tanta coisa na Terra...
__Oh!não foi na Terra,disse o principezinho.
A raposa pareceu intrigada:
__Num outro planeta?
__Sim.
__Há caçadores nesse planeta?
__Não.
__Que bom.E galinhas?
__Também não.
__Nada é perfeito,suspirou a raposa.
Mas a raposa voltou à sua idéia:
__Minha vida é monótona.Eu caço galinhas e os homens me caçam.Todas as galinhas se parecem
e todos os homens se parecem também.E por isso me aborreço um pouco.Mas se tu me cativas,
minha vida será como que cheia de sol.Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros.
Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra.O teu me chamará para fora da toca,como se fosse música. E depois,olha!Vês lá longe,os campos de trigo?Eu não como pão.O trigo para mim é inútil.Os campos de
trigo não me lembram coisa alguma.E isso é triste!Mas tu tens cabelos cor de ouro.Então será maravilhoso
quando me tiveres cativado.O trigo,que é dourado,fará lembrar-me de ti.E eu amarei o barulho do vento no trigo...
A raposa calou-se e considerou por muito tempo o príncipe:
__Por favor...cativa-me!disse ela.
__Bem quisera,disse o principezinho,mas eu não tenho muito tempo.Tenho amigos a descobrir e muitas coisas
a conhecer.
__A gente só conhece bem as coisas que cativou,disse a raposa.Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa
alguma.Compram tudo prontinho nas lojas.Mas como não existem lojas de amigos,os homens não têm mais
amigos.

Se tu queres um amigo,cativa-me!
__Que é preciso fazer?perguntou o principezinho.
__É preciso ser paciente,respondeu a raposa.Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim,assim,na relva.Eu te olharei
para o canto do olho e tu não dirás nada.A linguagem é uma fonte de mal-entendidos.Mas,cada dia,te sentarás mais perto...
No dia seguinte o principezinho voltou.
__Teria sido melhor voltares à mesma hora,disse a raposa.Se tu vens,por exemplo,às quatro da tarde,desde às três eu
começarei a ser feliz.Quanto mais a hora for chegando,mais eu me sentirei feliz.Às quatro horas então,estarei inquieta
e agitada:descobrirei o preço da felicidade!


*Dedico este Post á minha Querida Goddess Night , pois esta "História" ,já a li e senti num *post* na sua "casinha" ...


Beijo sentido
(*)

Buried at Photocasket.com

17 comentários:

Um Momento disse...

"Tendo o príncipe necessidade de saber usar bem a natureza do animal, deve escolher a raposa e o leão, pois o leão não sabe se defender das armadilhas e a raposa não sabe se defender da força bruta dos lobos. Portanto é preciso ser raposa, para conhecer as armadilhas e leão, para aterrorizar os lobos."

"Maquiavel"

Quint disse...

Ah... temos, pois, aqui uma conhecedora das nobres artes de filosofar, existir e sobreviver?
Maquiavel e Saint Exupery... curiosa mistura... estranha mesmo... mas nada mal pensada.

dinis (noca) disse...

WOW!!!
sou completamente viciado neste livro

tantas e tantas vezes dou por mim a ler novamente
...e de todas as vezes APRENDO algo de novo

Poliedro disse...

Simpática Amiga:
Deste brilhante texto profiro somente uma frase:
Permaneço silencioso num imenso e doce cativar, construido com suor e lágrimas que brotam de mim, nos laços de uma profunda e eterna amizade consolidada.
Um Bem-Haja pelo notável bom-gosto das suas escolhas.
Beijos de grande estima
pena

Menina do Rio disse...

Criamos laços...
E, se me cativas, tornas-te eternamente responsável por mim...

Todo adulto deveria ler O Pequeno Príncipe!

beijinhos cativos

Sol da meia noite disse...

Pois tudo seria bem melhor se entendessemos a palavra "cativar" em toda a sua amplitude e a usassemos...

Beijinhos!

Poliedro disse...

Terna Amiga:
Obrigado pelas doces palavras deixadas no meu "cantinho".
Fiquei maravilhado por elas.
Beijos de amizade
pena

Dias disse...

Tão bonito...

O texto

Tu

A Goddess

Bonito miuda.

Beijo

Jose Gonçalves disse...

Cativar... que falta faz nos dias de hoje...
Mas esta relação de um principezinho com uma raposa não me parece que tenha bom resultado...
Boa semana
José Gonçalves

C Valente disse...

Uma historia de encantar
saudações amigas

Quint disse...

Acho que vou comer uvas... o príncipe está para ali... e a princesa não escreve...

multiolhares disse...

Quantas vezes as palavras estragam a doçura que esta na espera
beijinhos

Carol Ferreira Pinto disse...

Primeira visita, grande surpresa. Como professora de Língua Portuguesa, sempre escolhi esta obra para estudar com os meus alunos. Acho que devia ser de leitura obrigatória, pois é uma forma muito bonita de incutir valores tão importantes como os da amizade e do amor. Parabéns! Espero que me continue a surpreender, pois quero voltar em breve.

poetaeusou . . . disse...

*
fica
*

O Profeta disse...

Já li...já li minha querida...

Hoje decidi recolher os sussurros da noite
Juntar em alquimia uma lágrima de alegria
Que meu coração recolheu dos teus olhos
E transformou em doce poesia


Boa semana

Mágico beijo

Paula Raposo disse...

Uma doçura que me cativa, quando realmente todos precisamos de cativar e ser cativados...

rascunhos disse...

uma linda passagem dum livro que todos nós devemos ler e reler as vezes que nos apetecer

beijo